3 de set de 2010

Poema discreto


Entre oscilações
de calor e frieza,

persiste o medo,

o risco,

a incerteza...

Mesmo assim...

sou presa,

enriquecida do seu pouco

distribuído com tanta destreza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário