4 de mai de 2010

Ecos


Há ecos de vozes em minha cabeça
Que não permitem
Que eu ouça a mim mesmo.
Projetam vultos,
Fantasmas que limitam minha caminhada...
As vozes não me levam a nada!
Dúvidas entre o ser e o não ser,
Querer ou não querer,
Fazer ou esperar acontecer.
Há ecos de vozes em minha cabeça...
Todas querem ditar as regras do bem viver!
Padrões,
Ideologias sociais...
Enquanto eu,
Sei que só preciso me ouvir mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário