26 de abr de 2010

Germinando a poesia


Falta-me o ar...
Falta-me o chão...
Tento me segurar,
Acalmar meu coração...

Acendo um incenso...
Busco a minha paz,
Busco meu bom senso,
Tento não pensar mais...

Mas a sina de um poeta
É sentir e não calar
Mesmo que não haja seta
Nenhuma pra orientar.

Transbordo essa ansiedade
Que não cabe dentro de mim,
Torcendo pra que a saudade
Nos seus braços tenha um fim.

Coração quente...
Mãos rápidas e frias...
E esse amor se faz semente
Germinando a poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário