31 de jul de 2009

A busca


Olho-me no espelho,
Busco-me e percebo
Que na imagem que vejo,
Já não me encontro mais...
Ela já não reflete
Tudo que sou...
Tudo o que há em mim...
Do que sou capaz...
Desespero-me!
Mergulho em mim mesmo
Na imensidão do meu próprio olhar...
Azul,
Tenso,
Vermelho...
Que de tão cheio,
Põe-se em minha face a marejar...
Transbordando tudo o que há em mim,
Tudo que não posso mais carregar...
E tudo que há em mim há a esmo!
Que às vezes chego a pensar,
Que já não há espaço para mim mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário